________________________________________________________

Sábado, 27 de Junho de 1970

Snack-Bar, Boca Bilingue

 

Largo de poucas palavras - vai lá apreciar
a sombra, homem capaz da solidão
Mesmo que não conheças nem o mês nem o lugar
caminha para o mar pelo verão
 
Que a paz dos plátanos te pese sobre o peito
no primitivo adro onde já não vais
A vida é para ti o simples jeito
de estar deitado nos canaviais
 
Ora imagina coisas como noites em novembro
A lua enche-te as costas, incendeia-
te o casaco. Era apenas a luz familiar de que me lembro
e agora alastra-te das costas para os campos, de tão cheia
 
É dessa noites mais redondas do que um adro
onde possa caber a mais profunda infância
prometida ao silêncio e à distância / que precisas
para quebrar a dúvida visível como um quadro
 
 

"Snack-Bar", Sete Coisas Verdadeiras, in Boca Bilingue

nescritas às 14:14

________________________________________________________

________________________________________________________

  RUY 

BELO
RSS